domingo, 13 de fevereiro de 2011

GCEU UMA NOVA VISÃO PARA UM NOVO TEMPO

Quando John Wesley morreu em 1791, ele deixou uma igreja com 10.000 células e 100.000 membros. As células foram tão importantes para a Igreja Metodista, que uma pessoa não podia participar do culto de celebração se não mostrasse um bilhete comprovando que esteve na célula durante a semana. Deus transformou pessoas por meio da estrutura de células, bandas e celebração de Wesley. Muitos acreditam que Deus usou Wesley e o movimento metodista para salvar a Inglaterra da destruição espiritual, moral e até mesmo física.

No entanto, a ênfase na célula e celebração se extinguiu 100 anos após a morte de Wesley. Por quê? Alunos de doutorado exploraram essa questão e chegaram à conclusão de que o principal motivo da extinção da estrutura de células metodista foi permitir que as células ficassem muito grandes. Em vez de manter o tamanho que permitisse intimidade, de aproximadamente dez pessoas, as células cresceram para 30, 40 pessoas ou mais e acabaram se tornando igrejas metodistas. A estratégia de célula/celebração desapareceu porque as células cresceram demais.
A transformação acontece numa atmosfera de grupo pequeno. Mesmo pessoas tímidas podem compartilhar num grupo de 3 a 15 pessoas. Quando os grupos ficam maiores, somente os extrovertidos são seguros o suficiente para se expressarem. Ao mesmo tempo, as células devem evangelizar e alcançar incrédulos e pessoas que não pertencem a uma igreja. Como então uma célula pode crescer mantendo ao mesmo tempo a intimidade? A única maneira é por meio da multiplicação.
As células devem se multiplicar para se manterem fiéis à missão de intimidade e crescimento por meio do evangelismo. Quando você pensa em multiplicação de células, os pensamentos que vêm à sua mente são positivos ou negativos? Por que você considera importante que a célula se multiplique?

FONTE:
Pr. Joel Comiskey
(International Cell Church Forum - 09.11.2010)

Um comentário:

¤·► PrOs ÍnTiMoS►Só GagGo►Bboy◄ disse...

Ao meu ver a multiplicação de célula é necessária para se manter o controle e a intimidade entre as pessoas. Na minha igreija houve um caso de a célula estar tão grande que já parecia uma igreija dentro de outra igreija, fazendo assim, uma divisão no corpo de Cristo. A idéia dos pequenos grupos é confiavel pois permiti um maior controle e supervisão da parte do pastor.
(Marcos Gabriel, Juiz de Fora, MG